Vale tudo, mesmo tirar olhos
03
Dez 13
Pirateada por João Rodrigues, às 14:03Ligação da mensagem | Bombardear

O Joãozinho Bilhim, chefe da Krezape, quer avaliar o trabalho feito pelos dirigentes por si escolhidos. Para isso vai propor uma alteração à lei do organismo a que preside. A seguir irá reivindicar mais funcionários porque terá um volume maior de trabalho. Pensando no futuro da entidade, quer receber bago pelos serviços prestados (para receber menos do orçamento de estado, presumo eu. Tanta consideração pelo pilim dos nossos impostos deixa-me comovido).


 

Refere na entrevista querer passar para a escolha das chefias intermédias das entidades estatais. Depois vem o quê? A ideia de escolher os próprios funcionários públicos (administrativos, por exemplo) e tratar da sua avaliação? Fala em alterar a forma de escolha do presidente do órgão, para um sistema semelhante ao do provedor de justiça - eleição na assembleia da república por 2/3 dos deputados (deve ter como objectivo evitar a partidarização da instituição: deixa-me rir).


Quando dermos por isso, a entidade será um monstro burocrático, impossível de extinguir. Pensando que tudo começou com o nobre princípio de querer evitar compadrios na escolha dos dirigentes da função pública.


Quem é o cromo?
Dezembro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13

15
17
18
19
21

23
25
26
27
28

30


A marear desde
3 de Julho de 2008
Sucata
2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


Pesquisar
 
RSS
blogs SAPO