Vale tudo, mesmo tirar olhos
20
Jun 13
Pirateada por João Rodrigues, às 13:47Ligação da mensagem | Bombardear

Nos últimos dias surgiu um debate referente ao custo dos sindicatos e seus dirigentes na área da educação. Iniciou-se com uma questão de um deputado do Pêéssedê e membro da organização de juventude do partido. Parece-me que o jotinha vem com mais de ano e meio de atraso.

 

O Mário Nozes foi avaliado com bom em 2011, pelo seu trabalho como professor. Como professor? O homem não dá aulas há mais de 20 anos, como é isso possível? Existe essa possibilidade no estatuto da carreira docente para pessoas como ele - o "trabalho" como dirigente sindical conta para a avaliação como professor. Segundo consta por aí, faz sentido.

 

Integra-se numa coisa chamada preço da democracia, que apenas existe se for pago pelo estado. Eu não sou professor, tenho de pagar através dos meus impostos os sindicalistas que vão "defender" os professores. Que ainda têm benefício, na avaliação como docentes, por não darem aulas. Justíssimo para várias cabeças.

Etiquetas:

Quem é o cromo?
Junho 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
15

18
19
21
22

27
28
29

30


A marear desde
3 de Julho de 2008
Sucata
2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


Pesquisar
 
RSS
blogs SAPO