Vale tudo, mesmo tirar olhos
02
Ago 11
Pirateada por João Rodrigues, às 13:58Ligação da mensagem | Bombardear
O ministro Alvarinho Económico afirmou ter encontrado um ambiente de luxo e ostentação nos ministérios que tutela. Como exemplos, falou em mais de 40 motoristas, número excessivo de assessores e contratos de leasing que custam 2000 euros por mês para carros de alta cilindrada.

Os motoristas têm imenso trabalho quando esperam à porta dos ministérios que venham os respectivos governantes; daí serem necessários dois por carro: se um deles adormecer na hora de trabalho, existe outro pronto para a substituição (nem é preciso incomodar o sorna).

Quanto aos assessores, servem para aliviar o trabalho dos ministros. No final, o governante só tem de assinar a papelada. É uma espécie de racionalização da labuta. Assim, o ministro tem mais tempo para usufruir das viaturas e dos motoristas postos à disposição.

Qual é o conceito de pobre do governo? Gastam pilim na gasolina, imposto automóvel, seguro, inspecção, portagens e eventualmente na prestação mensal da compra do carro. Pobres, com vida de rico. É isso, não é? Como diz o outro, somos um país pobre com vida de rico e o estado com exemplos destes vai ajudando.
Etiquetas:

Quem é o cromo?
Agosto 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9

15
17
18

21
22
23
26
27

28
29


A marear desde
3 de Julho de 2008
Sucata
2016:

 J F M A M J J A S O N D


2015:

 J F M A M J J A S O N D


2014:

 J F M A M J J A S O N D


2013:

 J F M A M J J A S O N D


2012:

 J F M A M J J A S O N D


2011:

 J F M A M J J A S O N D


2010:

 J F M A M J J A S O N D


2009:

 J F M A M J J A S O N D


2008:

 J F M A M J J A S O N D


Pesquisar
 
RSS
blogs SAPO